Importância do Diagnóstico da Tendência de Crescimento Mandibular através da Cefalometria de Bimler e Lavergne-Petrovic – Relato de um Caso Clínico.

Introdução
Quando nos propomos a intervir terapeuticamente numa má oclusão em pacientes que, fisiologicamente ainda não atingiram o surto puberal de crescimento, ou o seu término, é de fundamental importância identificarmos as suas características faciais bem como as suas tendências de crescimento, principalmente no contexto maxilo-mandibular, que é a região facial onde podemos, principalmente através da utilização das técnicas Ortopédicas Funcionais, intervir com o objetivo de buscar um melhor equilíbrio e harmonia do crescimento dessas unidades esqueléticas, interferindo diretamente no seu resultado final, estimulando ou restringindo o seu crescimento e desenvolvimento.
Dentre os diversos recursos de diagnóstico utilizados pela Ortopedia Funcional dos Maxilares, estão as Análises Cefalométricas de Bimler e a de Lavergne-Petrovic, que são excelentes exames complementares, e que nos auxiliam em muito na identificação e predição do crescimento mandibular e suas tendências. Outros recursos de diagnóstico não menos importantes, são também utilizados pela Ortopedia Funcional, podendo-se citar a Anamnese, principalmente voltada para o histórico familiar e a prevalência de determinada má oclusão na família, o Exame Clínico Funcional, o Diagnóstico Sintomatológico Gnatostático Planas, através de seus modelos e fichas gnatostáticas e calcográficas, a avaliação da Idade Óssea através do Índice Carpal, realizado através de radiografia de mão e punho, a Análise Facial, etc.

Dr. Antonio Fagnani Filho