Laserterapia

Descrição

O uso da Laserterapia na Clinica Odontológica

Os lasers são fontes de radiação eletromagnética, ou luz possuindo características especiais que a diferem de outras fontes. O nome Laser expressa exatamente como a luz é produzida: Light Amplification By Stimulated Emission Of Radiation, que significa Amplificação da Luz por Emissão Estimulada de Radiação. É um dispositivo composto por substâncias (gás e pedras preciosas), que geram luz quando excitadas por uma fonte de energia, e já vem sendo estudadas desde a metade do século passado.
O laser é uma fonte de luz com vários comprimentos de onda que lhe conferem propriedades terapêuticas que, através da emissão de feixes de lasers específicos, influenciam os tecidos alterados promovendo reações biológicas como a aceleração no processo de cicatrização, redução de processos inflamatórios, diminuição da dor entre outros, portanto, possuem ação anti-inflamatória, analgésica e bioestimulante. Atualmente devemos considerar o laser um auxiliar terapêutico indispensável ao consultório odontológico. De um modo geral, o laser terapêutico tem uma série de indicações e pode ser usado isoladamente ou como coadjuvante de outros tratamentos, sempre que se necessite de um efeito local ou ainda quando se necessite de um efeito terapêutico geral.

Várias são as aplicações dos diferentes tipos de luz na Odontologia. Pode-se fazer desde um simples diagnóstico de cárie utilizando um laser que identifica diferenças de comportamento óptico entre o tecido sadio e cariado; pode-se utilizar o laser com potências mais altas com finalidade terapêutica como na hipersensibilidade dentinária, em lesões traumáticas da mucosa, gengivites, periodontites, pericementite, herpes simples, aftas, entre outros e cujos efeitos são: aliviar a dor, estimular e acelerar a reparação tecidual, reduzir edema e hiperemia nos processos inflamatórios; podemos ainda utilizar os lasers com potências bastante maiores, buscando uma ação cirúrgica simples, seja removendo tecido cariado ou fazendo excisões ou incisões em tecido mole.
A laser cirurgia é realizada com um equipamento laser de alta potência, cuja energia absorvida pelas células é transformada em calor e assim a luz age como se fosse um “bisturi a luz”.

O laser tem ação antimicrobiana, não tem necessidade de sutura, promove um melhor conforto pós-operatório e sua ação é bem localizada, o que permite uma cirurgia precisa, sem sangramento e livre de infecção. É bastante indicada para pacientes cardiopatas e diabéticos.

A Terapia Fotodinâmica (PDT – Photo Dynamic Therapy) é o tratamento mais moderno e eficiente no combate aos microorganismos, sendo uma modalidade de fototerapia onde o conjunto de 3 fatores (laser, oxigênio e corante) promovem um efeito antimicrobiano. A PDT pode ser utilizada na periodontia (inflamações gengivais crônicas), endodontia (descontaminação do canal), peri-implantite, pericoronarite, vesículas herpéticas, entre outras infecções bucais. Com ação localizada, ao contrário dos antibióticos, a terapia fotodinâmica não causa efeitos colaterais sistêmicos.
A energia que vem do equipamento de laser de baixa potência ajuda a aumentar a microcirculação local e restabelece a produção de ATP celular (energia), promovendo cicatrização, ação anti-inflamatória e analgésica no local da irradiação.

Algumas aplicações e indicações do laser terapêutico na Odontologia:

Alívio da dor:

promove o alívio de dores de diversas etiologias, dores de origem pulpar, dores nevrálgicas, dores em tecido mole, mialgias, dores de pré e pós-operatório, de lesões oncológicas, de movimentações ortodônticas, entre outras aplicações.
Reparação tecidual: promove uma reparação tecidual mais rápida em caso de lesões traumáticas (machucados, mordeduras), e de feridas cirúrgicas como as extrações dentárias.

Redução de edema ou inchaço:

indicado na aplicação do pós-operatório de procedimentos periodontais (inflamações gengivais e dos tecidos de sustentação dos dentes), colocação de implantes, extração dental, bem como de outras cirurgias orais menores, acelerando a cicatrização e reduzindo a dor, proporcionando mais conforto para os pacientes.

Laserterapia para o alívio da hipersensibilidade dentária
Laserterapia para o alívio da hipersensibilidade dentária

Alívio da hipersensibilidade dentária:

para alguns casos de dor nas áreas sensíveis do dente próximo à gengiva, dentes que doem constantemente com água gelada, doces, alimentos ácidos, durante a escovação, etc. Deve-se ficar claro que a avaliação da causa e o correto tratamento devem ser levados em consideração. A laserterapia também pode ser indicada após a raspagem de cálculos, reduzindo a sensibilidade dental.

Implantes:

acelera a osseointegração e aumenta a microcirculação local (favorável em enxertos).

Parestesia e Paralisia facial:

a parestesia é consequência de intervenções cirúrgicas, como extração do siso. A condição ocorre quando algum feixe nervoso é atingido, comprometendo a sensibilidade. Há também as paralisias, que podem ser causadas por infecções bacterianas ou virais. Em ambos os casos, quando indicado, a laserterapia é um ótimo caminho para melhorar as condições, funcionando como um biomodulador e levando mais energia às células.

Aftas, Herpes e Estomatites:

o laser terapêutico pode ser usado para reduzir a dor e minimizar o tempo de cicatrização da lesão. A luz direcionada fará uma bioestimulação do tecido, agindo não somente como regenerador, mas também como anti-inflamatório.
Herpes: quando tratado em seu estágio inicial, reduz consideravelmente a duração da lesão impedindo, em muitos casos, a formação das bolhas.

Mucosite oral:

prevenção e tratamento.

Laserterapia para o clareamento dentário
Laserterapia para o clareamento dentário

Clareamento Dentário:

é comum o aparecimento de sensibilidade dental durante e/ou após o clareamento no consultório. A laserterapia tem a finalidade de prevenir esta sensibilidade, proporcionando mais conforto ao paciente.
Procedimentos cirúrgicos: os mais comuns são a remoção de fibromas, de hiperplasias, freio labial e lingual, gengivoplastias e gengivectomias, além de descontaminação periodontal e endodôntica.

Alveolite:

infecção ou inflamação do alvéolo pós-extração dentária.

Nevralgia do trigêmeo:

a neuralgia do trigêmeo é um problema que atinge o V par de nervo craniano, responsável pela sensibilidade. A sua causa ainda é desconhecida e os sintomas são dores intensas com duração de minutos. Com o laser, a região passa pela bioestimulação, regenerando o tecido lesionado e oferecendo ação analgésica ao paciente.

Laserterapia na disfunção da ATM
Laserterapia na disfunção da ATM
​​​​​​

Disfunção da ATM (articulação temporomandibular):

a laserterapia funciona como um coadjuvante neste tratamento, podendo diminuir a dor, inflamação e agir como relaxante muscular, melhorando a circulação sanguínea e a reparação das fibras prejudicadas. Há necessidade do correto diagnóstico e tratamento para cada caso.

Amamentação:

atua em quadros de dor, fissuras, inflamações, infecções, candidíase, estimula a produção de leite e auxilia no pós-parto de forma geral.

A tendência da odontologia é a incorporação de métodos menos invasivos com a finalidade de minimizar a dor e o desconforto durante e após as intervenções odontológicas. Por isso, acredita-se que a Laserterapia seja uma excelente opção de tratamento, já que apresenta efeitos antiinflamatórios e analgésicos, além de estimular o crescimento e a regeneração celular, todavia há necessidade que o profissional tenha conhecimento do equipamento, bem como capacitação para determinar parâmetros corretos das irradiações.

O correto diagnóstico e um tratamento convencional adequado são fundamentais para os procedimentos clínicos. A laserterapia serve para complementar ou até melhorar a qualidade do tratamento, com mais conforto para os pacientes.

O tratamento com laser é rápido, indolor, seguro (requer o uso de óculos de proteção) e não apresenta efeitos colaterais quando realizado corretamente pelo dentista. O número de sessões de laserterapia é variável conforme a lesão a ser tratada e de acordo com o perfil do paciente.

Os profissionais da VIVAVITA Odontologia & Saúde tem em seu currículo de formação a capacitação em Laserterapia, oferecendo esse valioso recurso terapêutico a todos os seus pacientes, adultos, crianças e para as lactentes também.

Venha conversar com a gente e saber mais sobre os benefícios e conforto que a Laserterapia nos proporciona.
 

Vale a pena saber